A comunidade de Jesus

A comunidade que Jesus visionou era para ser uma demonstração da sua pessoa. A comunidade que teria as marcas do Salvador, imitaria sua vida, amor e paixão pelas pessoas, especialmente por aquelas marginalizadas pela sociedade e pelo pervertido sistema onde é valorizado o que tem em detrimento ao que não tem.
Essa comunidade está se desmemoriando, passando por um processo de amnésia coletiva. Quem é Jesus nos dias de hoje? Esse Jesus do qual tanto se prega e fala sobre, é o mesmo revelado como o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo? Estamos todos falando da mesma pessoa?
O tempo vai passando e cada igreja, sistema eclesiástico, liderança, etc., vai pintando um novo Jesus para o povo. Afinal os tempos são outros, vivemos no mundo pós-moderno. Aquele Jesus das velhas e poeirentas estradas da Palestina não coaduna com as roupas chiques dos crentes, com os carros importados dos “pastores”, dos jatinhos dos megapastores. Não! Agora somos filhos do Rei e como tal podemos viver num novo patamar.
Esse patamar é o patamar do lobo e como sabemos o trabalho do lobo é matar, roubar e destruir.
Esse patamar é o cadafalso do evangelho.
Esse patamar é a plataforma do diabo.
A comunidade de Jesus está nas ruas. Jesus não quer nada com o palácio de faraó. Seu mundo é o da manjedoura.

ACB

Comentários no Facebook