Testemunhar sempre, esse é o grande desafio que a Bíblia apresenta

Oportunidades de testemunhar sempre, esse é o grande desafio que a Bíblia apresenta.

Vivemos em um mundo hostil, violento e sem muito respeito pelo ser humano. Estamos rodeados por pessoas que estão sempre desconfiadas umas das outras.

É nesse ambiente que moramos, trabalhamos, convivemos, estudamos etc. Temos que estar no mundo, pois vivemos nele.

A grande pergunta que fazemos é: como viver nesse mundo de tal forma que sejamos testemunhas do amor, da bondade e da graça de Deus? Como ser o sal da terra e a luz do mundo quando tudo que nos rodeia parece desmoronar?

A Bíblia nos orienta que devemos dar testemunho de Deus. O apóstolo Pedro nos ensina que Deus nos transportou das trevas para a sua maravilhosa luz (1Pedro 2.9-10). Pedro nos ensina ainda que o objetivo de Deus ao fazer isso por nós foi para que pudéssemos anunciar as virtudes divinas.

Veja então que nos somos chamados para falar de nós, da nossa igreja, do nosso grupo ou coisa assim. Devemos apontar primeiro para Deus. Como fazemos isso? Dando testemunho todos os dias. Nunca se cansando de fazer o bem, demonstrar amor, acolher com misericórdia aos que nos pedem ajuda.

O mundo por si mesmo não muda. Por isso, mude você e que a sua vida aponte para Deus.

Fique na paz!

Antonio Carlos Barro

Professor – Faculdade Teológica Sul Americana

Visite ainda www.sermao.com.br

Passar por dificuldades é inevitável

passar por dificuldades

Quando passamos por dificuldades é inevitável que o nosso foco seja as dificuldades.
Dúvidas, perguntas, incertezas, quando isso ou aquilo, logo agora, não mereço etc.
São reações humanas e todas naturais. Não se culpe por nenhuma delas. Até Jesus fez perguntas na hora da sua agonia.
O mais importante nisso tudo é saber que Deus age de dia e de noite. Por isso disse o salmista: uma oração ao Deus da minha vida (42.8).
São nas noites mais escuras que podemos ver mais estrelas (Emerson).
Que o Deus da vida possa nos dar paz e confiança para esses dias e nos próximos.

Antonio Carlos Barro

Visite www.sermao.com.br e veja quantos estudos tem para você.

A lei da semeadura para toda a eternidade

leia da semeadura

Há uma verdade que não pode ser escondida em relação a sustentar a causa do Reino de Cristo: a lei da semeadura.
Somente colhemos o que plantamos. Assim sendo, é imperativo que se semeie. Eu escolhi semear.
Escolhi investir recursos em missionários, obras sociais, pastores, seminaristas etc.
Os frutos são para a eternidade.
Um dia o Leão (o verdadeiro) vai chamar a mim e a você para vermos os tesouros que mandamos para o lar eterno.
Espero que a sua surpresa seja boa!
Antonio Carlos Barro

visite www.sermao.com.br e também www.ejesus.com.br

Voluntários na igreja

Se você conversar com os crentes…
Vai perceber que tem muitas coisas que os líderes precisam prestar mais atenção.
Uma delas é a situação dos voluntários. Inúmeras pessoas doam tempo, dons e talentos para o serviço da igreja.
São pessoas que passam anos ensinando na Escola Dominical, cantando no coral/louvor, guardando carros na rua, administrando, fazendo almoços/jantares, consertando coisas quebradas etc.
Crentes que se entregam de corpo, coração e alma.
Os pastores precisam entender que essas pessoas precisam de descanso. Participar de um culto. Incentivar outros, treinar mais gente é uma tarefa urgente.
Mas ocorre o contrário. Esses voluntários, além de seus ministérios, tem que frequentar incontáveis reuniões, participar de dezenas de atividades e se usa como “motivação” para isso o belo chavão: “Vocês tem que participar porque são líderes”.
Ou seja, o líder “inventa” programas e como tem medo que o povo não irá participar, coloca o fardo para os voluntários.
Se o líder cansa, o povo também cansa.
Reavalie a maneira como você trata os seus voluntários! Essas pessoas são preciosas.
Abraços
Antonio C Barro

Vencer o desânimo é possível

Li nos comentários a respeito de um texto sobre o desânimo:
“Ando totalmente desmotivado com a vida!”
“Estou desanimada, muito desanimada. O que fazer?”
“Estou muito desanimada, nada me anima. Tenho um desgosto profundo que nunca acaba”.
“Quero encontrar forças, porém não consigo, estou sem esperanças, mas tenho um filha e por ela preciso reagir. Quero encontrar um saída”.
“Ando muito desanimado, só quero fumar maconha e dormir. Tenho 15 anos. Alguém sabe como posso mudar isso?”
“Estou muito desanimada. Não tenho foco na faculdade… não durmo direito, só vontade de ficar sozinha”.
Os comentário continuam.
Fiquei pensando ao ler essas respostas: “Será que a igreja não poderia ser um local de de apoio, de solidariedade, de amizade para essas pessoas?”
Pensei mais ainda: “Quantos dos nossos estão assim e ninguém sabe?”
Por isso, apelo a você. Olhe ao redor e tente “ver” a pessoa que está “invisível”. Convide alguém para sair, tomar um café. Inclua uma jovem solitária no seu círculo de companheiras. Leve um rapaz com você no futebol.
Santo Deus! Faça a igreja ser o que ela deveria ser!
Abraços e não fique chateado(a).
ACBarro

Você quer ser útil dentro do templo?

A igreja, algumas vezes…
É uma coisa tão complicada que pode levar você ao desnorteamento.
– O que é que eu posso fazer na igreja?
– Em que lugar eu posso desenvolver meus dons e talentos?
– Quando vão me chamar para fazer alguma coisa?
E você fica esperando, esperando. Normalmente, não acontece nada. Anote ai NADA.
Atente para algo que é muito importante: Dentro do templo (que a gente chama de igreja) não tem muito o que fazer. Você pode ajudar dando aulas, cantando, pregando, auxiliando os diáconos… Fora isso, o que é que tem para fazer dentro do templo?
A missão principal de cada um de nós não é dentro, mas sim fora do templo. Em outras palavras, como já disse um Sábio no passado: o campo é o mundo.
No mundo você tem o seu espaço. Ninguém precisa pedir nada a você. Você não precisa de autorização.
No templo “os caras” brilham. No mundo, você é que é a estrela.
No templo “os caras” vão no palco para falar/cantar a uns poucos. No mundo, o palco é todo para você ser a carta de Cristo.
Deu para perceber? Se você ficar esperando ser útil no templo é possível que seu sal perca o sabor.
Acorda!
ACBarro

Qual igreja frequentar?

Em tese…
Se a pessoa quer ser batista, frequenta uma igreja batista.
Se a pessoa quer ser presbiteriana, frequenta uma igreja presbiteriana.
Se a pessoa quer ser quadrangular, frequenta uma igreja quadrangular.
Se a pessoa quer ser de uma comunidade, frequenta uma comunidade.
Assim sendo…
Você que é pastor(a), você poderia respeitar a tradição de sua denominação?
As pessoas que vão na sua igreja querem que a igreja seja aquilo que é ela diz ser. Se é presbiteriana, a doutrina é reformada. Se é metodista, a doutrina é arminiana.
A igreja não existe para o prazer do pastor.
Se você é pastor de uma igreja e quer que ela tenha outro estilo ou outra doutrina pergunte para a igreja para ver se ela aceita antes. Se não aceitar, você se torna fiel a história daquela denominação. Se aceitar ter outra doutrina, a igreja pede desligamento da denominação e seja feliz.
Hoje, a gente entra numa igreja X pensando que ela representa a sua tradição e para surpresa vê uma coisa totalmente diferente. Muitas vezes tem que pegar o boletim para ver o nome da igreja, pois tem-se a impressão que entrou na igreja errada.
Eu sou a favor das muitas denominações. Tem gosto para tudo.
Em tese é isso. O que você acha?
ACBarro

A igreja é mais do que uma agremiação recreativa

Dizer que os tempos são outros é perda de tempo. Já sabemos disso. Alias, a filosofia popular diz que ao dobrar a esquina você já não é mais o mesmo.
Nessa mudança de tempos, a igreja também mudou e vai mudando ainda que as pessoas continuem negando isso. Se você é “antigo” de igreja acho que já deu para perceber isso. Os mais novos na fé não tem a referência que você tem, por isso, não adianta nada puxar pelo passado. Já era.
Dizem os entendidos que as pessoas de hoje querem comunhão, relacionamentos. E mais, a igreja deve ser esse espaço.
Creio que ninguém questiona isso. A igreja é mesmo um centro de convivência amorosa de pessoas que tem em comum o senhorio de Cristo.
Agora a igreja é mais do que isso. Ela não deve limitar-se a ser um grêmio cultural ou um clube recreativo. Se alguém procura uma igreja apenas e tão somente por causa dos relacionamentos, é melhor filiar-se ao um clube da cidade. É mais barato (pressupondo que a pessoa seria dizimista).
A igreja que tenta se sustentar apenas em eventos para entreter os seus vai aos poucos perdendo sua essência ainda que continue sendo atrativa por causa da comunhão entre seus membros.
ACBarro

Denominacionalismo

O meu total e absoluto desprezo pelo denominacionalismo que mata o espírito do Reino de Deus. Quando a frase extra Ecclesiam nulla salus foi dita a respeito da Igreja Católica, o que não se sabia é que ela era também uma profecia a respeito da igreja protestante no Brasil. É uma pena que algumas denominações pensem isso dela.

ACBarro

Graça, maravilhosa graça

A graça de Deus pode ser explicada, mas nenhuma explicação explica a graça de Deus. Nem precisa. A graça é aquela paz maravilhosa que invade a alma e coração; que faz compreender o incompreensível e aceitar o inaceitável. Graça, maravilhosa graça.

ACBarro