A vida como ela deveria ser…

Meu elevador para no térreo, abro a porta e entra um senhora de descendência japonesa. Ela entra e percebo que não mora em nosso prédio. Aperta a cobertura. Estranho porque são 15 horas e nessa hora não tem nada acontecendo lá em cima.
– A senhora vai na cobertura mesmo?
– Vou.
– Está tendo alguma festa lá em cima?
– Não, vai ter aula de dança?
– Dança?
– Sim.
– E senhora vai fazer a aula?
– Não, sou a professora.
[silêncio]
Chego no meu andar.
– Desculpe perguntar, mas quantos anos a senhora tem?
– 86
– 86? E é professora de dança?
– Sim.
– Deus abençoe a senhora.
– Amém.

O que vai acontecer no céu

Vou tentar escrever o que acho que vai acontecer no céu.

Você vai chegar lá um dia, pelo menos assim espero.
Chegando lá Deus ou mais provavelmente algum anjo designado vai chamar você e dizer para sentar-se confortavelmente na poltrona.
– Está pronto?
– Para o quê?
– Para ver o seu tesouro. Vamos começar.
Naquele momento tem início um desfile de gente na sua frente.
– Epa! Aquele é o Pedrinho. Eu o conheço, foi meu amigo na Faculdade e eu o evangelizei.
O desfile continua.
– Conheço quase todos. Mas… quem é aquela senhora?
– Essa senhora estava no hospital ao lado da sua mãe e quando você orou pela sua mãe, orou também por ela.
– Ah!
– Esse jovem com jeito de africano quem é?
– Esse jovem foi convertido por meio do trabalho da missionária que você orava por ela e a sustentava financeiramente.
– Ah!
– Nossa olha o Silvinho ai. Foi meu colega no banco. Gastei muito tempo discipulando.
– Esse senhor ai atrás do Silvinho eu não conheço.
– Esse ai era aquele senhor que ficou desempregado e você ajudava com uma cesta básica.
– É mesmo tinha me esquecido dele.
– E essa jovem quem é?
– Ela é a filha do zelador da igreja que você ajudou a pagar a faculdade. Ela se formou professora e ajudou centenas de crianças.
E o desfile continuava. Ora surgiam os conhecidos, ora gente que você nunca tinha visto antes.
Ao final do desfile vem o anúncio: Esse é o seu tesouro.
– Meu tesouro? Como assim?
– Você está lembrado que Jesus disse para entesourar no céu? Pois bem, foi isso que você fez e agora Deus está mostrando a você o seu tesouro. É justo. Se você entesourou, você precisa saber qual é o seu tesouro.
– E agora?
– Agora, você vai ali naquele salão nobre e lá no centro tem um trono e nele está sentado o Cordeiro de Deus. Deposita o seu tesouro aos pés dele.
– E depois?
– Depois você vai fazer o que gosta. Aqui é o céu.

ACBarro

Sobre a vinda de Cristo

Tem certas coisas na Bíblia que perecem que não batem com a realidade daquilo que vivenciamos nas igrejas ou no cristianismo atual.

Uma delas é a doutrina da segunda vinda de Cristo.

Faz “séculos” que não escuto uma mensagem sobre o tema, nem mesmo nas orações dos crentes. Em alguns círculos esse tema parece inadequado e soa quase que a um fanatismo exagerado. Parece e eu estou dizendo parece que para certas mentes falar desse tema é um escapismo e fica embaraçoso declarar essa verdade .
Fica ai a dica. Pregar e orar sobre o tema pois afinal ao invés de escapismo esse tema é justamente um assunto que pode ser usado para consolar as pessoas que sofrem conforme ensina o apóstolo Paulo: “consolai-vos uns aos outros com estas palavras”. Essas palavras a que se refere são justamente sobre a segunda vinda de Cristo.

A.C.Barro

Ainda sobre a salvação…

Parecia coisa simples.
Pelo menos quando a gente era menino(a), adolescente (estou falando dos antigos na igreja, pois os novos de hoje nem sabem disso) crescendo na igreja, ouvindo sermões sobre missões, evangelismo. Cantando hinos sobre Cristo e sua salvação (louvor extravagante ainda nem tínhamos ideia que um dia existiria). Era coisa de crente mesmo. Organista e hinário. A leitura de uma antífona, a pregação do pastor e benção apostólica.
Sim… Aprendemos que Cristo tinha vindo ao mundo para morrer na cruz e salvar a todos os que criam nele, por isso a gente evangelizava os amigos, parentes e vizinhos.
Hoje?
Hoje o tema da salvação é uma complicação total.
Temos basicamente dois campos de pensamentos: os que creem que todos serão salvos (universalistas) e os que creem que somente pela fé em Cristo é que a pessoa será salva. Mas se isso fosse assim tão simples como essa simplória formulação até que seria tranquilo. Mas não o é.
Dentre os universalistas há uma enorme variedade de pensamentos e posições. São gente de todas as matizes religiosas e denominações cristãs. Vai desde a negação física do inferno, negação da ressurreição de Cristo (e a nossa), punição dos pecados é nesse mundo mesmo, aniquilamento da alma, o amor de Deus engloba a todos, Deus é justo, todos os caminhos salvam, Jesus é um dos salvadores e cada religião tem seu próprio caminho de redenção.
Tem muito mais coisas no universalismo. Leia sobre o tema.
No campo do particularismo Cristo salva os que creem. Esses que militam aqui são chamados de fundamentalistas pelos liberais e universalistas. Mas, até mesmo nesse campo as coisas não são tão simples. Veja você: a salvação é pela graça por meio da fé. Se tivesse um ponto final depois da frase seria mais fácil, mas normalmente depois da frase tem uma vírgula. Então ficaria assim:
– salvação é pela graça por meio da fé, e o falar em línguas.
– salvação é pela graça por meio da fé, e receber o segundo batismo.
– salvação é pela graça por meio da fé, e guardar o sábado.
– salvação é pela graça por meio da fé, e observar as tradições da igreja.
– salvação é pela graça por meio da fé, e frequentar a minha igreja.
– salvação é pela graça por meio da fé, e converter-se ao judaísmo.
– salvação é pela graça por meio da fé, e ser Reformado na teologia.
– salvação é pela graça por meio da fé, e você tem que se cuidar para não perder a mesma.
Aqui a criatividade dos fundadores das igrejas corre solta. Cada um inventa o que bem entende e vai alastrando as amarras da tenda.
Sinceramente?
Eu sei apenas duas coisas sobre o tema:
1. Eu sou salvo pelos méritos de Cristo.
2. Eu vou morar com Cristo no lugar que ele morar no futuro.
Você?
ACBarro

Ser salvo

Outro dia um irmão perguntou-me sobre a salvação. Devemos entender o tema sob a perspectiva Calvinista ou Arminiana. Qual é a teologia correta?
Minha resposta foi simples, tendo em vista que não sou teólogo.
Imagine que você está pregando para 50 pessoas e ao final do culto 10 delas aceitam a salvação de Cristo. Se você for Calvinista louvará a Deus por 10 eleitos que foram salvos.
Imagine agora se você for Arminiano. Louvará a Deus pelos 10 que usaram do livre arbítrio para aceitar a Cristo.
Ou seja: sendo Calvinista você não sabe quem são os eleitos ou sendo você Arminiano também não sabe que exercerá o livre arbítrio, então precisa pregar a Palavra. Se eles foram salvos porque são eleitos, beleza; se eles foram salvos porque tiveram a liberdade de escolher, beleza também. Ao final, se foram escolhidos ou se escolheram, eles foram salvos.
A salvação não vem pela eleição e nem pela liberdade da escolha. A salvação é pela graça por meio da fé.
ACBarro

12 passos para ter um culto antropocêntrico

1. Escolha as músicas que o povo gosta de cantar
2. Use chavões
3. Imposte a voz para parecer ungido
4. Pregue o que Deus revelar na hora para você
5. Faça o povo chorar
6. Comece o culto atrasado para dar tempo aos atrasados
7. Use a tecnologia mais avançada
8. Ar condicionado para ninguém passar calor
9. Testemunhos a favor da prosperidade
10. Banda com músicos profissionais
11. 
Use linguagem que parece espiritual
12. Não pregue contra nenhum tipo de pecado.

Outras sugestões?

Antonio Carlos Barro
www.ftsa.edu.br

Adocionismo moderno

“Tipo de cristologia de acordo com o qual Jesus, um ser humano, foi escolhido pelo Pai para ser elevado à condição de filho de Deus”.

O movimento evangélico brasileiro está redescobrindo essa doutrina.

Muitos líderes religiosos, seres humanos normais (talvez alguns sejam anormais), creem de todo coração que foram escolhidos por Deus à condição de líderes de Deus. Esses camaradas não podem realizar o ministério com os nomes ordinários do tipo pastor, missionário ou evangelista.

Quanto mais pomposo o novo título, mais espiritual ou elevado se torna esse líder.

O pior de tudo é que tem gente que gosta.

Fazer o que?

Antonio Carlos Barro

Eu e a igreja de Cristo: uma relação conflituosa

Se Cristo fosse membro da sua igreja local, ele:

1. Criticaria a igreja com a frequência que você critica?
2. Falaria mal da igreja com a facilidade que você fala?
3. Boicotaria a igreja com a moleza que você a boicota?
4. Ofertaria para a igreja a mesma quantia que você oferta?
5. Participaria dos ministérios da igreja com a mesma alegria que você participa?
6. Envolveria-se com a missão da igreja como a mesma intensidade que você se envolve?

Com isso tudo não quero dizer que a igreja esteja isenta de erros e culpas para passar ilesa de qualquer observação.

Mas, também quero dizer que não é possível que continuemos a dar tiro no nosso próprio pé como temos dado nos dias atuais.

A igreja recebe pedradas dos de fora e tiros dos de dentro. Complicado assim…

Tem ainda um agravante. Quando a gente fala da igreja de forma tão negativa, a gente está se incluindo na fala? Ou estamos falando na terceira pessoa como se não fizessemos parte da igreja?

Eu sou a igreja.

Finalmente, lembre-se de uma coisa: a igreja não é o que ele será.

10 coisas para não fazer durante o culto

É certo que muitas vezes o culto não é dos mais elaborados e tem mesmo muita “enrolação”. O que poderia ser feito em uma hora, gasta-se duas horas. O momento dos avisos é um pesadelo.

Apesar de tudo, se você tiver boa vontade, dá para apresentar um culto agradável da Deus. Você pode ajudar:

1. Não usar o celular

– Invariavelmente vai tocar e até você achar o mesmo, todo mundo já ficou chateado com você.
– Se você está esperando uma ligação urgente, coloque no silencioso.

2. Não enviar e não ler SMS durante o culto

– Você fica olhando para o aparelho o todo momento e acha que ninguém percebe?

3. Não ler a Biblia durante o culto

– Crente quase não lê a Bíblia e fica lendo justamente na hora do culto! Sem noção!

4. Não ler livros ou o boletim durante o culto

– Leve o boletim para casa.

5. Não engajar numa conversa com outra pessoa que vai durar o culto todo

– Um comentário breve é passável.

6. Não fazer aquele click click com a caneta

7. Não amassar o copinho de plástico

8. Não namorar

9. Não sair durante a mensagem

– Caso tenha que sair, ao retornar, por favor fique na parte de trás de igreja para não atrapalhar duas vezes o pregador.

10. Não olhar no relógio o tempo todo, especialmente se você estiver no campo de visão do pastor

Deve ter outras coisas.

Deixo para os leitores fazer suas observações.

Antonio Carlos Barro
www.ftsa.edu.br