O milagre de Jesus que os religiosos não gostaram.

homem da mão ressequida

E você acha que os religiosos iriam aliviar com Jesus, mesmo ele querendo fazer o bem?

Na pláteia nem todos estavam animados. Havia uma turma zelosa das tradições religiosas que eram mais importantes do que ver aquele homem curado. Só espiavam.Jesus então pergunta: vocês acham que curar e salvar esta vida é ruim porque fere a tradição de vocês?

Fato é que Jesus nem espera a resposta e vai logo curando o homem.Você pensa que aquelas pessoas mudaram de opinião após ver o milagre? Nem sonhando. Nem Jesus e nem o tatu da Palestina fariam aqueles religiosos mudarem de pensamento.

Para eles a religião era mais importante do que vida humana.

Fico pensando aqui… bem, não vou nem escrever o que fico pensando.

Pense você!

Antonio Carlos Barro

Estude Teologia Online – Faculdade Teológica Sul Americana

Visite ainda www.sermao.com.br

Milagres e mais milagres

Outro dia numa roda de amigos o tema da conversa era os milagres do Soares, Macedo e Santiago (a trindade evangélica).
Perguntou um deles: Mas e os milagres que o povo relata. Como você explica?
Como explicar?
Veio-me à mente um fato da adolescência. Apareceu na minha escola um hipnotizador. Foi fazer uma demonstração e chamou uns cinco voluntários. Eu, para variar, fui um dos condenados. No palco, ele informou que seríamos hipnotizados e faríamos o que mandasse. Conversa vai e vem e pronto… estávamos hipnotizados.
– Vira para esquerda, dois passos para frente, senta na cadeira, deita no chão. Eu fiz tudo aquilo. Um pequeno detalhe é que não estava hipnotizado coisa alguma, mas, fiquei com vergonha de ser o único e segui todas as instruções.
Outro amigo relata que numa reunião do movimento carismático católico alguém orou para que ele dormisse no Espírito. Colocou as mãos em sua cabeça e ele deveria cair em profundo sono restaurador. A mesma coisa… não aconteceu nada, mas ele não queria ser o único a ficar acordadão.
Mais um relato. A equipe milagrosa chama o povo no palco. A idéia era orar pelas pessoas e elas estatelavam ao chão. Veio a velhinha, orou e nada. O amigo continua em pé. Então, ele diz: eu oro por você. Orou e a velhinha desmorona ao chão. Depois, ficando com pena da velha, pede para ela orar mais uma vez. Disse que bafo era de matar… então resolveu cair logo.
Eu não tenho a menor dúvida de que muitos dos “milagres” narrados são semelhantes aos casos acima. Quem na frente de uma TV vai dizer que não foi curado? Vai contradizer o missionário? Nem pensar. Alguém já fez um seguimento com todos esses curados milagrosamente?
Deus cura? Creio que sim, mas somente quem ele quer curar e ele absolutamente não quer curar a maioria do povo. Não faz sentido curar, pois o normal é não curar.
Ficou chateado?
ACB