Jonas, o cara não é fraco não!

Jonas, o profeta, talvez tenha ficado famoso por causa da baleia. Sem ela, quem saberia de Jonas? Mas, Jonas também é famoso pelo diálogo com Deus ao final do livro que leva seu nome. O sujeito está irado porque Deus resolveu ser compassivo e bom para com os miseráveis ninivitas. A ira de Jonas estava além do limite suportável. Veja o verso quatro em várias versões:

(Julgas que) tens razão para te afligires assim?
Fica-te bem a tua ira?
Você tem alguma razão para essa fúria?
É razoável essa tua ira?
Fazes bem que assim te ires?

A palavra usada para ira tem o sentido de fúria, raivoso, algo que está sendo queimado. O sentido do verso seria algo como: É agradável para você sentir tanta raiva? ou, faz algum bem para você se deixar queimar pelo que aconteceu?
Jonas é o espelho que miramos a nós mesmos.
Somos assim mesmo. Egoístas ao extremo e não podemos ver alguém se saindo bem ou sendo feliz que já começamos a questionar Deus. E eu? Ou então, ficamos alegres quando alguém se lasca todinho. Bem feito, pensamos.
Nesse capítulo a raiva de Jonas é tanta que ele pede para morrer. Duas vezes.
Deixe que Deus faça o bem a quem quer que seja, mesmo que essas pessoas sejam seus “adversários”. Deus sabe que a maldade é vencida com a bondade e não o contrário.
Sei lá… vá pensando ai. É razoável essa tua ira?
Toca o barco – O vento sopra.

ACBarro
www.ejesus.com.br