Testemunhar sempre, esse é o grande desafio que a Bíblia apresenta

Oportunidades de testemunhar sempre, esse é o grande desafio que a Bíblia apresenta.

Vivemos em um mundo hostil, violento e sem muito respeito pelo ser humano. Estamos rodeados por pessoas que estão sempre desconfiadas umas das outras.

É nesse ambiente que moramos, trabalhamos, convivemos, estudamos etc. Temos que estar no mundo, pois vivemos nele.

A grande pergunta que fazemos é: como viver nesse mundo de tal forma que sejamos testemunhas do amor, da bondade e da graça de Deus? Como ser o sal da terra e a luz do mundo quando tudo que nos rodeia parece desmoronar?

A Bíblia nos orienta que devemos dar testemunho de Deus. O apóstolo Pedro nos ensina que Deus nos transportou das trevas para a sua maravilhosa luz (1Pedro 2.9-10). Pedro nos ensina ainda que o objetivo de Deus ao fazer isso por nós foi para que pudéssemos anunciar as virtudes divinas.

Veja então que nos somos chamados para falar de nós, da nossa igreja, do nosso grupo ou coisa assim. Devemos apontar primeiro para Deus. Como fazemos isso? Dando testemunho todos os dias. Nunca se cansando de fazer o bem, demonstrar amor, acolher com misericórdia aos que nos pedem ajuda.

O mundo por si mesmo não muda. Por isso, mude você e que a sua vida aponte para Deus.

Fique na paz!

Antonio Carlos Barro

Professor – Faculdade Teológica Sul Americana

Visite ainda www.sermao.com.br

Você quer ser útil dentro do templo?

A igreja, algumas vezes…
É uma coisa tão complicada que pode levar você ao desnorteamento.
– O que é que eu posso fazer na igreja?
– Em que lugar eu posso desenvolver meus dons e talentos?
– Quando vão me chamar para fazer alguma coisa?
E você fica esperando, esperando. Normalmente, não acontece nada. Anote ai NADA.
Atente para algo que é muito importante: Dentro do templo (que a gente chama de igreja) não tem muito o que fazer. Você pode ajudar dando aulas, cantando, pregando, auxiliando os diáconos… Fora isso, o que é que tem para fazer dentro do templo?
A missão principal de cada um de nós não é dentro, mas sim fora do templo. Em outras palavras, como já disse um Sábio no passado: o campo é o mundo.
No mundo você tem o seu espaço. Ninguém precisa pedir nada a você. Você não precisa de autorização.
No templo “os caras” brilham. No mundo, você é que é a estrela.
No templo “os caras” vão no palco para falar/cantar a uns poucos. No mundo, o palco é todo para você ser a carta de Cristo.
Deu para perceber? Se você ficar esperando ser útil no templo é possível que seu sal perca o sabor.
Acorda!
ACBarro

A igreja é missionária ou não é igreja

Certa vez, passando em frente a uma igreja católica, li a seguinte frase: “Cada batizado, um missionário”.
Fantástico!
Falta esse entendimento para a grande maioria dos líderes (sic) evangélicos e em especial para os membros das igrejas. Quando se ouve a frase “missionária” treme-se na espinha, contorce-se até a alma. Nos dias atuais ninguém ou quase ninguém está interessado no assunto.
Todavia, quando usamos o termo missionário não estamos pensando naquela ação de enviar alguém para uma terra distante com o fim de pregar o evangelho. Foi assim que fomos educados na igreja e agora é difícil pensar de outra forma.
O termo “igreja missionária” significa simplesmente que ela é em sua essência uma igreja de Deus enviada ao mundo. Toda a igreja é enviada. A igreja está em missão o tempo todo. Se ela deixa de ser missionária ela perde a sua essência, a sua razão de ser, de existir. Em outras palavras, nada justifica chamar a igreja de povo de Deus se ela perdeu a sua vocação em direção ao mundo.
Bonhoeffer disse: “A igreja existe para a humanidade no sentido de ser o corpo espiritual de Cristo e – a semelhança de Jesus – é enviada como serva”.
A arena da missão é o mundo e não o palco dos templos.
ACB